« back to search results
Share
twitterlinkedinfacebook
Image 18 of 125
< Prev Next >
Alumina0302077©PS.jpg
Alunorte, a maior refinaria de alumina do mundo <br />
Em 1978, um acordo entre os governos do Brasil e do Japão — que contou com a participação da Vale (na época, chamada de Companhia Vale do Rio Doce) — criou a empresa Alunorte - Alumina do Norte do Brasil S.A, idealizada para integrar a cadeia produtiva do alumínio no Pará, estado rico em bauxita, matéria-prima da alumina.<br />
Construída estrategicamente em Barcarena, município situado a 40 quilômetros, em linha reta, de Belém (PA), a Alunorte iniciou suas operações em julho de 1995, após um período de paralisação das obras em função de uma crise no mercado, que retardou a implantação do projeto.<br />
Em 2000, iniciou-se o primeiro projeto de expansão da refinaria, que foi concluído em 2003. Com a ampliação, a capacidade produtiva passou de 1,6 para 2,5 milhões de toneladas de alumina por ano. Com esse salto na produção, a empresa ganhou destaque no cenário internacional e passou a figurar como a maior refinaria da América Latina e a quarta do mundo. Nesse mesmo ano, iniciou-se a segunda expansão.<br />
A conclusão da segunda expansão terminou no primeiro semestre de 2006, consolidando a Alunorte como a maior refinaria de alumina do planeta. A empresa chegava então a uma capacidade de produção de 4,4 milhões de toneladas de alumina por ano, gerando emprego para cerca de 2,5 mil pessoas (funcionários próprios e contratados).<br />
Em agosto de 2008, a Alunorte concluiu as obras da Expansão 3, um investimento de R$ 2,2 bilhões que capacitou a empresa para produzir 6,26 milhões de toneladas de alumina por ano. Com esse patamar, a Alunorte passou a ser responsável por 7% da produção mundial de alumina.<br />
Barcarena, Pará, Brasil.<br />
Foto: ©Paulo Santos<br />
2006