« back to search results
Share
twitterlinkedinfacebook
Image 5 of 9
< Prev Next >
Flona Jamanxim 080154 ©JB.jpg
Suaçubóia<br />
Corallus hortulanus<br />
<br />
 <br />
<br />
Outros nomes vulgares: Cobra-de-veado, amazon tree boa (ing.)<br />
<br />
Distribuição geográfica: Bacia Amazônica (Brasil, Peru, Equador, Bolívia, Venezuela, Guianas e Suriname)<br />
<br />
<br />
Habitat: Árvores e arbustos próximos a rios e igarapés de florestas tropicais.<br />
<br />
História natural: Esta espécie se caracteriza pelo corpo afinado, comprido e com a cabeça larga, bastante diferenciada do corpo. Sua coloração pode ser acinzentada, com desenhos romboidais sobre o corpo e ocelos (manchas circulares) nas laterais, ou totalmente amarela. Pode chegar a 1,4 m de comprimento.<br />
<br />
Com hábitos muito semelhantes aos da Corallus caninus, esta cobra permanece muito tempo imóvel, enrodilhada no próprio corpo. Entretanto esta espécie movimenta-se mais, principalmente no período reprodutivo. Sua maior atividade é no período noturno. Por ser uma espécie arborícola, sua alimentação baseia-se em pequenos roedores, rãs, morcegos e pequenas aves (periquitos, p.exemplo).<br />
<br />
De temperamento difícil, esta espécie tenta morder com freqüência. Por isso, deve-se ter especial cuidado no manuseio e na limpeza do recinto de criação. <br />
<br />
Foi criada pelo Decreto s/n de 13/02/2006, apresenta cerca de 85% de Floresta Ombrófila Aberta e pouco mais de 14% de Floresta Ombrófila Densa, inserida no município de Novo Progresso, PA. Tem como objetivo o uso múltiplo sustentável dos recursos florestais e a pesquisa científica, com ênfase em métodos para exploração sustentável de florestas nativas.<br />
(Fonte: Banco de Dados ISA, abril 2010).<br />
A Flona Jamanxim foi criada dentro de um contexto de ordenamento fundiário da área de influência da rodovia BR163. Seu principal objetivo remonta a servir de um freio ao desmatamento e a exploração predatória e insustentável que avançava na região na mesma velocidade que ocorreu no norte do Mato Grosso alguns anos antes. Sendo uma das regiões de maior avanço do desmatamento em toda a Amazônia brasileira.<br />
Existe