« back to search results
Share
twitterlinkedinfacebook
Image 95 of 624
< Prev Next >
Carimbó Patrimônio Nacional 11CL0245 ©PS.jpg
Dezenas de grupos de carimbó chegam de cidades do interior como, Marapanim, Curuçá, Salinas, Soure e Vigia, entre outras e se juntam aos grupos da capital para comemorar a aprovação do registro do Carimbó como patrimônio cultural do Brasil, assinado nesta quinta feira ( 11/09 ). Os grupos fizeram a primeira apresentação do dia no mercado do Ver-o-Peso, se concentrando as dez da manhã no Centro Cultural Tancredo Neves onde receberam a minista Marta Suplicy. Os musicos e dançarinos continuam as comemorações com muita música para população. <br />
<br />
<br />
O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) aprovou o registro do Carimbó como patrimônio cultural do Brasil. A decisão, feita por unanimidade, saiu na manhã desta quinta-feira, 11, durante reunião do Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural, em Brasília. O pedido de Registro foi apresentado pela Irmandade de Carimbó de São Benedito, Associação Cultural Japiim, Associação Cultural Raízes da Terra e Associação Cultural Uirapurú, com a anuência da comunidade.Entre os anos de 2008 e 2013, o Departamento de Patrimônio Imaterial (DPI/IPHAN) e a Superintendência do IPHAN no Pará conduziram o processo de Registro e acompanharam as pesquisas para a Identificação do Carimbó em diversas regiões do estado. Muito mais que uma manifestação cultural, as formas de expressão contidas no Carimbó estão expressas em seus aspectos artísticos, cultural, ambiental, social e histórico da região amazônica.   <br />
<br />
O ritmo do Pará<br />
Expressão que compreende todo um complexo lúdico de práticas, sociabilidades, esteticidades e performances, o carimbó, sem dúvida, constitui uma das mais emblemáticas e alegóricas referências da cultura paraense. Grande parte dos registros apresenta o carimbó como uma invenção dos negros escravos que habitavam esta parte da Amazônia no século XVII. De acordo com estas considerações, teria ocorrido uma j