« back to search results
Share
twitterlinkedinfacebook
Image 225 of 8666
< Prev Next >
Plebiscito no Pará 11PO0011 ©PS.jpg
Carreata contra a divisão do estado do Pará, percorreu as ruas de Belém convidando os eleitores a votar pela não divisão. A eleição de amanhã decidirá a favor ou contra o demembramento do Pará com a formação de  dois novos estados, do Tocantins e Carajás.Belém, Pará, Brasil.Foto Paulo Santos10/12/2011A rejeição dos eleitores paraenses à proposta de divisão do Estado se manteve maior que 60%. Segundo pesquisa Datafolha divulgada ontem, 65% são contra a criação do Carajás e 64% são contra a criação do Tapajós. Os números favoráveis à união do Pará oscilaram para cima em relação à última pesquisa, concluída em 24 de novembro. Na ocasião, 62% dos paraenses eram contra a criação do Carajás, e 61% rejeitavam a criação do Tapajós. O Datafolha ouviu 1.213 eleitores em 53 municípios do Pará nos dias 6, 7 e 8 deste mês. O percentual de eleitores favoráveis aos dois novos Estados permaneceu no mesmo patamar, dentro da margem de erro: 31% são a favor do Carajás e 32% são a favor do Tapajós. A diferença é que diminuiu a quantidade de eleitores indecisos, ao mesmo tempo em que cresceram as intenções de votos contra a divisão. No primeiro Datafolha sobre o plebiscito, realizado entre os dias 7 e 10 de novembro, 58% eram contra o Carajás e contra o Tapajós. Houve um acréscimo na rejeição de oito pontos percentuais para o Carajás e sete pontos percentuais para o Tapajós. Os indecisos agora são 4%. O Datafolha ressalta que a pesquisa reflete a opinião dos eleitores nesta última semana de campanha e não pode ser analisada como uma previsão exata do resultado. A rejeição aos novos Estados atingiu nível recorde na área do Pará remanescente. Na região, onde está a maior parte dos eleitores, 92% são contra o Carajás e 90% são contra o Tapajós. Entre os eleitores do Carajás, 80% querem virar um novo Estado. No Tapajós, esse percentual é de 79%.