« back to search results
Share
twitterlinkedinfacebook
Image 30 of 49
< Prev Next >
Essência de Andiroba 09020003 ©PS.jpg
Óleo de andiroba.<br />
<br />
Aspectos do óleo da andiroba durante o refino.<br />
<br />
O óleo de Andiroba é uma fonte rica de ácidos gordurosos essenciais inclusive oléico, palmítico, mirístico e ácidos de linoléico além de conter componentes não graxos como triterpenos, taninos e alcalóides isolados, como a andirobina e carapina. A amargura do óleo de andiroba é atribuída a um grupo de terpenos chamados de meliacinas, que são muito semelhante às químicas amargas de antimalaria. Recentemente, uma destas meliacinas, chamada gedunina, foi documentada com propriedades antiparasiticas e antimalariais com efeito semelhante a quinina. Análises químicas de óleo de andiroba identificaram as propriedades antiinflamatórias, cicatrizantes e insetífugas que são atribuídas à presença de limonoides, nomeado de andirobina. Principalmente, depois do patenteamento de um creme hidratante e anticelulite à base de óleo de andiroba pela francesa Yves Rocher houve uma grande procura do óleo de andiroba no mercado de cosméticos. A vela de andiroba é usada como repelente eficaz para o mosquito Aedes aegypti, vetor da febre amarela e da dengue. À ser queimada, exala um agente ativo que inibe a fome do mosquito, conseqüentemente, reduz a sua necessidade de picar as pessoas. Pesquisas revelaram uma eficiência de 100% na repelência do mosquito, resultado jamais encontrado em qualquer outro produto existente no mercado destinado ao combate do mosquito. Além desta característica, a vela é totalmente atóxica, não produz fumaça e não contém perfume.<br />
<br />
Ananindeua, Pará, Brasil.<br />
Foto Paulo Santos<br />
2008